Massacre de presos no Brasil: Papa Francisco expressa dor e preocupação

Rebelião em presídio de Manaus deixou 56 mortos

O Papa Francisco fez hoje um apelo em favor dos presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus (AM), cuja rebelião, no domingo passado, deixou 56 mortos.

“Ontem, chegaram do Brasil notícias dramáticas sobre o massacre ocorrido no cárcere de Manaus, onde uma rebelião violenta entre facções rivais causou dezenas de mortos. Expresso minha dor e preocupação por esse acontecimento. Convido a rezar pelos defuntos e seus familiares, por todos os detentos desse cárcere e por aqueles que trabalham ali. Renovo o apelo para que as prisões sejam lugares de reeducação e reinserção social, e que as condições de vida dos reclusos sejam dignas de pessoas humanas. Convido todos a rezar pelos detentos mortos e vivos, e também por todos os encarcerados do mundo, para que as prisões sejam para reinserir e não sejam superlotadas, para que sejam lugares de reinserção. Invoquemos Maria, Mãe dos detentos.”

O Papa rezou com os participantes da Audiência Geral uma Ave-Maria pelos presos.

(Rádio Vaticano)

Comentários