Sabe onde aumentou a perseguição religiosa? Você vai se supreender

A cada 12 cristãos no mundo, 1 é perseguido

Muito se fala sobre a Síria e o Oriente Médio. Muito se fala sobre o E.I. e o terrorismo islâmico… no entanto, o maior crescimento da perseguição religiosa no mundo está acontecendo no sul e sudeste da Ásia: Índia, Bangladesh, Laos, Butão e Vietnã.

A prestigiosa organização Portas Abertas, dedicada a defender os cristãos perseguidos, acaba de publicar a “Lista Mundial da Perseguição 2017” e, em seu informativo, alerta para o crescimento “a passos de gigante” da perseguição no sudeste asiático e Índia.

Segundo o estudo, “o surgimento e crescimento do Partido do Povo Indiano, na Índia, desatou o fervor nacionalista religioso hindu” e Ron Boyd-MacMillan, diretor de Investigação Estratégica da organização Portas Abertas afirma: “A tendência a destacar é que o nacionalismo religioso está colocando os países asiáticos no topo da lista.”

De acordo com Boyd-MacMillan, “os governos vulneráveis dos países vizinhos, a maioria hindu ou budista, têm visto como as apelações à identidade nacionalista religiosa são uma fórmula eficaz para impulsionar sua posição de poder, especialmente nas zonas rurais.”

Não é, portanto, a busca do Islã radical, mas de outras maiorias religiosas que, hoje, causa um maior aumento da perseguição religiosa no mundo.

Pelo décimo sexto ano consecutivo, a Coréia do Norte encabeça esta terrível lista. O estudo se refere ao regime ditatorial de Pynongyna como “ sem precedentes na sua hostilidade com a religião.”

Entre os 10 primeiros colocados, seguem os países com maioria islâmica. Por exemplo: a Somália ocupa o segundo posto. No país, “ pelo caráter marcantemente tribal da sociedade, qualquer muçulmano que se converta ao cristianismo é identificado no mesmo instante e é motivo suficiente para encontrar a morte”.

Os países que completam os 10 primeiros lugares são: Afeganistão, Paquistão, Sudão, Síria, Iraque, Irã, Eritreia e Iêmen.

 

215 milhões de cristãos perseguidos no mundo

Se observarmos os dados mundiais, encontraremos um aumento exponencial de cristãos perseguidos no mundo. Está entre 100 e 215 milhões o número de pessoas submetidas a níveis “altos, muito altos ou extremos” de perseguição. Trata-se de 1 a cada 12 cristãos no mundo. Existem 21 países onde 100% da população cristã sofrem perseguição.

 

Brasil

O Brasil, felizmente, não aparece entre os 50 países com maior número de perseguição religiosa neste estudo da organização Portas Abertas.

Entretanto, no ano passado, outro levantamento divulgado pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) mostrou que, no país, há dificuldades em quantificar os incidentes relacionados à perseguição religiosa. Mesmo assim, de acordo com o Relatório Liberdade Religiosa no Mundo, entre 2013 e 2014 foram registradas 543 denúncias dessa natureza nos órgãos competentes. Desse total, 35% referiam-se a perseguições aos seguidores do candomblé e umbanda, 27% aos evangélicos, 12% aos espíritas, 10% aos católicos, 4% aos ateus, 3% aos judeus, 2% aos muçulmanos e 7% a outras religiões.

Ainda de acordo com o relatório, Rio de Janeiro e Distrito Federal foram as unidades da federação com o maior número de casos registrados.

 

Comentários